Todo o universo é formado por energias. Para nós encarnados vemos e percebemos estas energias na forma materializada, ou seja, em estado denso, sólido.

As energias no plano espiritual são elétricas, e aqui em nosso planeta são magnéticas. Por isso falamos que vivemos sobre ondas eletromagnéticas.

Vamos relembrar as aulas de geografia, lá no tempo da escola. No centro do nosso planeta, existe uma camada de magma, ou seja, a temperatura é muito alta. E este magma tem uma energia de atração (magnética).

É por causa deste magma que estamos fixados no planeta, não ficamos soltos, voando.

Os elementos que conhecemos são formados por átomos, os átomos são formados, pelos nêutrons, elétrons e prótons. Os elétrons ficam rodando ao redor do núcleo do átomo, e os elétrons ficam orbitando numa velocidade muito alta, sem se chocar um no outro.

Os cientistas antes acreditavam que o átomo era a menor partícula do universo, ou a menor coisa que existia. Mas eles conseguiram dividir o átomo, quebrar e separaram os elétrons, e foram quebrando estes elétrons e chegaram na menor partícula do universo que é o quark, um elétron é formado por 3 quarks.

Quando tentaram quebrar o quark, não sobrava mais nada, só um campo de energia. Neste campo se colocar energias, vai formando matérias, ou melhor. No campo se for densificando colocando energias, vão formando elementos que se materializam, a matéria vai ficando mais lenta, pesada, a energia vai ganhando forma, peso, etc., e vai materializando, quanto mais denso, pesado, mais lento a velocidade dos átomos e mais sólida a formação da matéria. Quando vai perdendo matéria, vai acelerando, aumentando a velocidade, vai desmaterializando, voltando ao estado de somente campo de energia, perde matéria.

Depois do quark não existe nada! Só o campo de energia, o vácuo quântico, que uns chamam de deus, sopro divino etc. Um nada de onde vieram todas as coisas, sobre a ótica científica.

Então aqui para nós o que importa é saber que para existir a matéria é preciso desacelerar, densificar, aglomerar, aglutinar, juntar elementos, para formar, átomos que formam as coisas na matéria.

Vamos lembrar que toda matéria emite uma vibração, pois é formada por energias, que estão aglomeradas, formando um conjunto que tem uma vibração própria.

Nós seres humanos emitimos energia pois somos formados por corpos de energéticos, onde o conjunto deles formam nossa aura e ela emite uma vibração.

Quando nós sentimos raiva, mas muita raiva, o corpo acelera, aumenta seu batimento cardíaco, aumenta a respiração, aumenta a pressão arterial, aumenta a temperatura do corpo. Tudo aumenta! Lembra que se aumenta a velocidade vai entrando em estado de desmaterialização? Vai perdendo matéria e vai voltando para o estado de campo de energia?

Então nosso corpo físico em muitos casos não suporta este aumento de velocidade, pois nossos átomos, nossas células vão sendo afetadas e vão aparecendo os desequilíbrios, que conhecemos como doenças.

Quando aumentamos a velocidade, danificamos a matéria.

Por isso se fala tanto na importância de relaxar, de meditar, para diminuirmos a velocidade da nossa vibração.

O planeta tem uma vibração e todas as coisas também, e o melhor, o ideal, é que estejamos em sintonia com esta vibração, ou pelo menos o mais aproximado possível.

Estas energias vão se acumulando e formando as faixas vibratórias. Existem aparelhos para medir a frequência da vibração da energia, ou seja, a velocidade.

Frequência é a medida da velocidade da vibração formada por energias. Quanto mais rápida, maior a frequência vibratória, quanto mais acelerados estamos, maior a nossa frequência e nos afastamos do nosso estado natural.

Existem vários tipos de energias no universo e que formam faixas vibratórias, onde uma não interfere na outra. Um exemplo disso são as ondas de rádio, onde vamos medindo com o seletor da frequência.

Existem hoje em dia uma grande variedade de ondas vibratórias com funções, umas muito benéficas, outras até mortais, caso tenhamos contato direto com elas.

Sabendo disso que emitimos energias e temos uma frequência vibratória própria, podemos começar a observar o tipo de energia que nós atraímos também.

Tudo é energia e tudo funciona por sintonia. Tudo funciona por atração da frequência vibratória.

Quando desencarnarmos, seremos atraídos para uma faixa vibratória na mesma sintonia da qual nós vibramos. Portanto não existe vítimas no universo.

Aqui nós até conseguimos disfarçar a nossa energia, aqui estamos cobertos pelo corpo carnal e nossos olhos materiais não têm o ajuste para vermos a energia que cada um emite. Mas no plano espiritual não existem máscaras.

E isso também serve para que a gente faça uma avaliação da nossa vida, que tipo de coisas, situações, pessoas, fatos que atraio para minha vida. São coisas e pessoas bacanas? Positivas? Aprendo e compartilhamos coisas, pensamentos, sentimentos positivos? Ou são negativos, pessoas que só reclamam, se queixam, pra baixo, negativas?

Que tipo de energia estou alimentando? Que tipo de situações estou atraindo?

E como estou atraindo tudo isso? Através dos meus pensamentos, dos meus sentimentos.

Prestando atenção no que penso e sinto é a forma de começar avaliar a minha energia. Nossos pensamentos têm 5% de força, mas nossos sentimentos, magnetizam 95% das coisas. Então prestar atenção ao que sente é o mais importante.

Então se queremos ter resultados diferentes, preciso ter atitudes diferentes, que gerem sentimentos diferentes.

Me fazer mais feliz, é o primeiro passo para estas mudanças.

Fazer o que gosto, dar atenção ao que eu quero, me valorizar, para de me julgar, de me criticar.

Aceitação é a primeira coisa, sou como sou!

 posso melhorar? Sim!

Quero melhorar? Quero mudar?

Tudo é escolha, saber lidar com as escolhas é saber aceitar os resultados, afinal tudo é energia!!!

Tudo é Energia

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: